quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Leitura dinâmica


O Brasil vive hoje um momento particular da sua história, onde o ódio e a intolerância se sobrepõem aos sentimentos de amor e tolerância. A gentileza saiu de moda e o que vemos, são atitudes preconceituosas e racistas prevalecendo sobre o respeito à diversidade e a liberdade da pessoa ser o que é e o que deseja ser. O ódio reprimido pelas pessoas que vivem confinadas nos guetos se manifesta nos crimes de roubos e assassinatos com todo requinte de perversidade. A intolerância é praticada por pessoas brutas que nunca tiveram contato com uma educação humanista e com base no respeito à pessoa do outro. A ausência de gentileza cá entre nós é facilmente notada na relação entre pessoas jovens e pessoas idosas.   

Nós vivemos num país que disfarça o racismo

A eleição de uma miss Brasil de cor negra e nordestina, não foi bem recebida por arianos e europeus brasileiros. Por uma gente que vive no Brasil, mas que pensa e age como se fosse uma pessoa de origem nórdica ou eslava. Por pessoas que não tem dignidade e muito menos personalidade própria, porque querem ser o que não são e ainda por cima tratados como seres inferiores quando em visita aos países ricos e desenvolvidos da Europa e dos Estados Unidos da América (EUA). A bela representante da beleza brasileira, a piauiense Monalisa Alcântara, eleita em 2017 com muita personalidade e beleza não se curvou aos idiotas de plantão e impôs sua beleza negra ao Brasil e logo será a vez do mundo.



Estádios vazios de gente, mas tomados por publicidades
 
Vazios demográficos
Quem ainda acompanha o futebol brasileiro, já percebeu a presença de dois fenômenos: estádios vazios de gente e a massiva presença de propagandas. A propaganda e os contratos milionários dos clubes de futebol com as emissoras de televisão - que substituem o torcedor com fonte de renda. A presença do torcedor nos estádios tornou-se tão desnecessária que os grandes clubes exageram no valor do ingresso, tornando impraticável o acesso do torcedor pobre aos grandes e médios jogos de futebol. Outro fenômeno que está afastando o torcedor dos estádios são os horários dos jogos. Um horário próprio para quem não tem nenhum compromisso no dia seguinte e determinado para atender aos interesses da TV Globo.   
Postar um comentário