sexta-feira, 30 de junho de 2017

Prefeita “ostentação” é acusada de fraude em licitações



A Promotoria de Justiça de Bom Jardim, no interior do Maranhão, denunciou criminalmente a ex-prefeita Lidiane Leite da Silva, a ‘prefeita ostentação’, por fraude em licitações, desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro. Além de Lidiane, o Ministério Público acusa o ex-secretário de Articulação Política de sua gestão, Humberto Dantas dos Santos, Beto Rocha, e os empresários Antônio Oliveira da Silva e Karla Maria Rocha Cutrim, sócios da Zabar Produções, e ainda Fabiano de Carvalho Bezerra, dono da empresa A4. Essas informações foram divulgadas pela assessoria de imprensa do Ministério Público Estadual (MPE).

Essa decisão da Promotoria de Justiça do município de Bom Jardim, do estado do Maranhão, reafirma a confiança do povo brasileiro numa das instituições mais admirada e respeitada do país, assim como a Policia Federal, porque essas duas instituições atuam em sintonia com as verdadeiras aspirações do povo brasileiro, que não acredita na sua classe política e dirigente.

Isso serve de alerta para os prefeitos que agem como se fossem donos das prefeituras e como chefes do poder municipal que agem irresponsavelmente, sem levar em consideração princípios morais, éticos e preocupação em realizar administrações que atendam aos interesses do povo que eles “representam”.

Não é à toa que neste momento muitos ex-prefeitos estão trancafiados, vendo o sol nascer quadrado ou em prisão domiciliar e sendo monitorados por tornozeleiras de prata. Viva o Ministério Público e a Polícia Federal.   
Postar um comentário