segunda-feira, 16 de outubro de 2017

A poesia segundo Manoel Caetano Bandeira de Mello



O velho e a noite

Ó noite negra, noite das noites.
Ó noite fonte da própria fonte,
com o teu silêncio, com a tua sombra,
com a tua ausência, com o teu sono,
com a luz que te peja e que ocultas,
presa ao teu peso que a subjuga.
Ó protetora dos que não acham
a paz senão quando se apagam
no teu refúgio, perdidas faces.
Ó noite, noite, nunca passasses.

Manuel Caetano Bandeira de Mello foi um Poeta, ensaísta, advogado, nascido em Caxias, Maranhão, em 1918. Foi membro da Academia de Letras do Maranhão (AML).

Martin Garrix & Bebe Rexha - In The Name Of Love (feat. Bruno Mayron) [Reggae Remix]

<iframe width="560" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/BFUVJxXp7dI" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

Melô do João Marcelo - Well Max (Reggae de responsa)

<iframe width="560" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/WhtiiaRCiOU" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

Pavimentação ruim e sem manutenção

Os nossos governantes, via de regra, não se preocupam em realizar obras de excelente qualidade e muito menos em manter um serviço permanente de manutenção. As nossas estradas, por exemplo, nunca chegam ao seu tempo útil em condições razoáveis.

As estradas estaduais piauienses são quase todas pavimentadas com um tipo de pavimentação do tipo Tratamento Simples Duplo (TSD). Um tipo de pavimentação que não é o ideal para rodovias de tráfego intenso e pelas quais trafegam carros com três ou quatro eixos.     

A baixa qualidade da matéria-prima usada nos milionários asfaltamentos das estradas e a falta de conservação - são quase marcas registradas das estradas brasileiras. Apesar de a Lei de Licitações determinar tempo médio de vida útil de dez anos após a construção, grande parte das rodovias federais e estaduais volta a ficar esburacada e a oferecer perigo aos motoristas muito antes de vencido esse prazo.

O material mais usado no estado do Piauí

Tratamento superficial duplo (TSD) é a camada de revestimento do pavimento constituída por duas aplicações de ligante asfáltico, cada uma coberta por camada de agregado mineral e submetida à compressão. Os materiais constituintes do Tratamento Superficial Duplo (TSD) são: o ligante asfáltico e o agregado mineral, emulsões asfálticas. Esses são os materiais mais usados no asfaltamento das estradas piauienses. 

Um bom serviço de manutenção é capaz de prolongar a vida útil da pavimentação e resulta mais econômico para o país e para os estados, mas os nossos governantes não veem dessa forma, preferindo recuperar toda a estrada a manter um serviço de manutenção permanente. Principalmente, os governantes estaduais.   




Buracos que são verdadeiras crateras na pavimentação TSD da BR 020 em São Raimundo Nonato

O presidente 3%





Com a pior avaliação de um presidente, desde a instalação da Nova República, o presidente Michel Temer se mantém no poder por uma razão muito simples: ninguém quer ocupar o seu lugar, haja vista, esse governo estar vivendo os seus estertores, lhe restando poucos meses de vida e com o país atravessando uma onda de crises nunca vista na nossa história recente.

Se assim não fosse, o presidente da Câmara Federal Rodrigo Maia (DEM-RJ), já teria decretado o fim de um governo sem respaldo popular, cujo presidente é o pior avaliado, superando até o presidente da república José Sarney em desaprovação. Sarney que foi o responsável pela transição de um país de um regime não democrático para o regime de democracia plena. Para Maia assumir o lugar hoje ocupado por Temer, basta ele operar no sentido da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) autorizar o Supremo Tribunal Federal (STF) a investigar Temer.

Se não fosse o apego ao poder do presidente Temer e o seu medo de cair nas garras da Operação Lava Jato, esse presidente já teria renunciado, haja vista, as graves crises política, econômica, moral e ética que esse governo enfrenta.

Para sermos sinceros, convém dizer que o ainda presidente Temer, não reúne mais a mínima condição para continuar à frente da nação brasileira.

sábado, 14 de outubro de 2017

Melô de São Luís - Wall Marx

<iframe width="560" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/qpeUR32CUoc" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Inna - Hot [Música romena estilo Reggae Remix]

<iframe width="560" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/3kgjG9wrKiQ" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

A poesia segundo Napoleão Ribeiro



Serra Branca

Rochedo, Gruta e Caverna
Linfa mimosa e franca
E tudo quanto é beleza
Existe na Serra Branca.

Para mostrar os encantos
Que nossa vista fascina
Se vê por todos os cantos
Rochedo e vasta colina,
Parece que a Natureza
Esmerou toda a beleza
Formando esta obra eterna
Além da bela paisagem
Existe nesta paragem
ROCHEDO, GRUTA E CAVERNA.

Do cimo verde da Serra
Se avista a doce miragem
E a brisa cá sobre a terra,
Balança a densa folhagem,
Enquanto o tigre na mata
Por entre rocha e cascata
Oculta a enorme carranca,
Embora viva na frágua,
Mas bebe no olho d’água
LINFA MIMOSA E FRANCA.

Parece mesmo um degredo
Que o coração martiriza,
No fundo do arvoredo
Só ouço o canto da brisa
Se tudo produz saudade
Aqui nesta solidade
A vida se torna presa
Não é por falta de lume
Aragem fresca e perfume
E TUDO QUANTO É BELEZA.

Viceja planta pendente
Na transparência dos Ares,
Rasgando o véu do ambiente
Na languidez dos luares
Surgindo a idéia suprema,
Dum belo e rico poema
Destas montanhas se arranca,
Dentre os primores que tem
E até poeta também
EXISTE NA SERRA BRANCA

Napoleão Ribeiro foi um poeta sãoraimundense.