segunda-feira, 31 de outubro de 2016

O PT sumiu do radar e está sem rumo




As eleições municipais de 2016 no primeiro e segundo turno, confirmaram aquilo que as pesquisas de opinião pública já vinham apontando: o desencanto do eleitor brasileiro para com o Partido dos Trabalhadores (PT).

Como já era esperado, o PT perdeu o comando de grande número de municípios ainda no primeiro turno das eleições de 2016 e no segundo turno não conquistou nenhuma prefeitura. Ao eleger 256 prefeitos no primeiro turno e nenhum prefeito no segundo turno, permanecerá com os mesmos 256 municípios.

Na região do grande ABCD paulista, no que se convencionou chamar de cinturão vermelho, o partido liderado por Luís Inácio Lula da Silva, não elegeu e nem reelegeu nenhum prefeito no segundo turno e como perdeu ainda no primeiro turno a prefeitura do município de São Paulo, o PT no estado de São Paulo ficou menor e desfigurado.

A região Nordeste, considerada um reduto cativo do PT até 2014, nestas eleições municipais não repetiu o mesmo desempenho de 2012. Não será nenhuma surpresa para ninguém se o partido de Lula nos próximos meses sofra grandes baixas.

"O poder sem pudor" fez o PT querer permanecer indefinidamente no poder e se deu muito mal. E agora José? É chorar na cama que é lugar quente, como diz esse surrado ditado pular.
Postar um comentário